ESG: como fortalecer os pilares socioeconômicos 

A pauta ESG (Environmental, Social and Governance) está cada vez mais presente em empresas e investidores de todo o mundo. Adotar políticas sustentáveis tornou-se uma necessidade para combater riscos associados às mudanças climáticas.  

Com a conscientização da importância de ações sustentáveis, O ESG é uma crescente: estima-se que até 2025, 57% dos ativos na Europa estarão investidos em fundos que levam em consideração os critérios ESG, segundo estudo da PwC

Com base nessas observações, apresentamos neste artigo o que é ESG, quando surgiu e como fortalecer os pilares desse conceito amplamente utilizado pelas empresas atualmente. Você também entenderá o porquê investir em ESG no seu negócio. Confira!  

O que é ESG? 

A sigla em inglês Environmental, Social and Governance, que traduzido para o português significa Ambiental, Social e Governança, trata-se de um conjunto de práticas com o propósito de fazer com que empresas atuem de maneira consciente e sustentável.  

O termo ESG surgiu em 2004 em uma publicação intitulada “Who Cares Wins” – “Ganha Quem se Importa” –, da Organização das Nações Unidas (ONU) em parceria com o Banco Mundial. O texto previa mudanças em questões ambientais, sociais e de governança para o mercado de capitais.  

Como fortalecer os pilares ESG?  

Environmental (E) 

  • Redução de emissões de carbono: as empresas ligadas em ESG que desejam fortalecer o pilar Ambiental devem apostar em energia renovável como solar, hidrelétrica, eólica etc. Além disso, se o ambiente de trabalho permitir, investir no home office pode ajudar a reduzir a pegada de carbono de uma pessoa em mais de 50%, segundo estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.  
  • Gestão de resíduos: separar materiais como plástico, papel, metal e vidro para reciclagem é uma atitude simples que ajuda a evitar a contaminação do solo, o desperdício de água e energia. Viabilize programas de conscientização da importância da gestão de resíduos para seus funcionários, clientes e fornecedores.  

Social (S) 

  • Diversidade e Inclusão: promover políticas de diversidade e inclusão na empresa é um ponto de partida para o fortalecimento do pilar Social do ESG. Para isso, a organização deve realizar contratações que ofereçam oportunidades iguais aos candidatos e proporcionar um ambiente de trabalho que valorize a diversidade.  

Saiba mais no artigo que trata da diversidade e inclusão alinhadas à cultura da empresa

  • Prestação de serviços jurídicos gratuitos: ajudar ONGs e comunidades carentes com a oferta de assistência legal, além de uma iniciativa nobre, também é uma forma de estar em conformidade com a agenda ESG. 
  • Qualidade de vida no trabalho: o bem-estar dos funcionários é algo que precisa ser prezado pelas empresas. Afinal, profissionais felizes são 31% mais produtivos, revela pesquisa da Universidade da Califórnia. Nesse sentido, promova um ambiente acolhedor e que reconheça os esforços da equipe. Dê voz aos funcionários para apresentarem ideias e pontos de vista que podem ser importantes para o convívio e melhoria nas atividades da empresa.  

Governance (G) 

  • Transparência e ética: a transparência é crucial para construir confiança e credibilidade entre cliente e empresa. Por esse motivo, as companhias precisam evitar práticas antiéticas e a corrupção. Vale adotar um sistema de compliance para asseverar que os processos internos do dia a dia cumpram tal pauta.  
  •  Avaliação de riscos: a identificação de riscos – sejam eles corporativos, financeiros, de conformidade etc. – deve ser contínua para mitigá-los de maneira proativa. Para fazer dar certo, é preciso envolvimento de gestores, líderes e colaboradores no desenvolvimento de estratégias para prevenir situações adversas nas operações.  

Por que implementar o ESG na sua empresa?  

De acordo com pesquisa da Russell Reynolds Associate, divulgada pela revista Exame, empresas que adotam uma cultura sustentável levam menos tempo para alcançar metas e são encaradas por investidores e stakeholders como instituições de confiança. Nesse aspecto, já é um ponto positivo para conquistar a fidelização dos clientes.  

Além disso, organizações que estão em dia com a pauta ESG reduzem custos, já que geralmente utilizam tecnologias capazes de evitar o desperdício de recursos naturais.  

Por último, mas não menos importante, empresas que promovem um ambiente de trabalho diverso e inclusivo podem atrair talentos, além de motivar os profissionais já integrados à instituição. Essa atitude contribui para um campo fértil em inovação e produtividade.  

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Rolar para cima